Home / Noticias / APARECIDA 300 ANOS

APARECIDA 300 ANOS

Imagem original da Padroeira foi restaurada

após ser quebrada em 200 pedaços em atentado.

Símbolo de fé, imagem da Padroeira já foi quebrada em mais de 200 pedaços (Foto: Arquivo Pessoal/ Maria Helena Chartuni)

Símbolo nacional da fé católica, a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi alvo de um atentado na década de 70 e precisou ser restaurada após ser quebrada em 200 pedaços. Na época, a missão de ‘salvar’ a imagem foi dada para a artista plástica brasileira Maria Helena Chartuni.

“Me disseram ‘precisamos restaurar essa imagem’, mas não falaram em quantos pedaços estava. Aí colocaram lá na minha sala e quando abriram [a caixa com a imagem] eu vi o tamanho do estrago. Senti pânico”, relembra.

Foram 33 dias de trabalho ininterrupto e minucioso de Chartuni para restaurar a imagem, que atualmente fica protegida em um nicho blindado a quatro metros do chão no Santuário Nacional, em Aparecida (SP).

Maria Helena Chartuni durante o restauro da imagem de Nossa Senhora Aparecida (Foto: Arquivo Pessoal/ Maria Helena Chartuni)

A artista plástica relembra que só se deu conta da amplitude do trabalho quando a imagem foi levada de volta ao Santuário Nacional.

Atentado

O atentado aconteceu em 16 de maio de 1978 enquanto a missa das 20h era celebrada na Basílica Velha em Aparecida.

Durante a missa, o jovem Rogério Marcos de Oliveira, de 19 anos, visivelmente transtornado, avançou em direção à Santa no altar. Saltou a uma altura de dois metros até o cofre de ouro com frente de vidro, onde estava a imagem. Na terceira tentativa, ele conseguiu quebrar o vidro e pegar a imagem de Nossa Senhora.

O homem correu até a rua e apesar de ser alcançado por um guarda, conseguiu derrubar Nossa Senhora no chão. A imagem quebrou em centenas de pedaços. O suspeito foi detido e tratado como doente mental.

O restauro foi realizado em 33 dias pela artista plástica que na época trabalhava no Museu de Arte de São Paulo (Masp). Maria Helena utilizou uma cola com fixação mais rápida e as partes que faltaram foram reconstituídas.

Atualmente, a Santa está em exposição em um nicho de ouro no Santuário Nacional de Aparecida. O local é principal ponto de peregrinação no templo, que é o maior do país.

Você pode Gostar de:

zaz

novo programa da Band

Compartilhe no WhatsAppSinônimo de colunismo social, o jornalista Amaury Jr., 67 anos, está de volta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *