terça-feira ,23 janeiro 2018

Home / Carros / G1 avalia centrais multimídia de carros novos entre R$ 50 mil e R$ 100 mil

G1 avalia centrais multimídia de carros novos entre R$ 50 mil e R$ 100 mil

720x600

Ter uma tela sensível ao toque e oferecer conexão Bluetooth não é mais suficiente para se destacar em conectividade em carros 0 km que custam entre R$ 50 mil e 100 mil no Brasil.

Ainda que esta faixa de preço seja ocupada, em parte, por veículos compactos, como o Chevrolet Onix e o Hyundai HB20, o consumidor ficou mais exigente, e quer recursos presentes em carros mais caros.

O G1 testou as centrais mais completas ofertadas em modelos de R$ 50 a R$ 100 mil pelas 10 fabricantes que lideram vendas no Brasil: Chevrolet, Fiat, Volkswagen, Ford, Hyundai, Toyota, Renault, Honda, Jeep e Nissan (nesta ordem, de acordo com a federação dos concessionários, a Fenabrave).

Apesar de haver modelos específicos nos vídeos, todas as centrais estão disponíveis em outros carros das marcas nesta faixa de preço, com exceção do Sync3 da Ford.

Esta é a segunda parte do especial. Em 2016, o G1 avaliou as centrais de carros novos que custavam até R$ 50 mil.

‘Repeteco’

Os modelos Onix, HB20 e Etios aparecem pela segunda vez neste especial. A diferença é que as centrais multimídia destes veículos são diferentes. No caso de Hyundai e Toyota, trata-se de uma opção mais sofisticada do que nas versões anteriores. Já o Onix recebeu um MyLink atualizado, com mais recursos.

Por fim, o Renault Duster exibe a mesma central do Sandero avaliado no levantamento anterior.

Além do básico

A tela sensível ao toque (“touch screen”) é padrão a todas as centrais desses carros, provando que deixa de ser um diferencial nesta categoria.

O tamanho é que varia: vai desde a pequenina UConnect, de Fiat e Jeep, com apenas 5 polegadas (mesmo tamanho de um smartphone Samsung Galaxy S7), e o Sync da Ford, com 8,2 polegadas (pouco mais que um iPad mini). A média, no entanto, é um visor de 7 polegadas.

Outro recurso comum nessa faixa de preço (que inclusive está ficando ‘batido’) é a navegação via GPS. Dos 10 veículos testados, 8 dispunham de um navegador próprio. Apenas Onix e HB20 não contam com o recurso, mas compensam com a disponibilidade de usar um aplicativo de mapas com o espelhamento de smartphone.

O espelhamento, inclusive, é um dos recursos que mais tem se popularizado nas centrais. Ainda assim, além de Onix e HB20, apenas Ford Focus e Volkswagen Saveiro replicam o conteúdo dos celulares via Android Auto e Apple CarPlay.

Nissan e Honda permitem que o usuário se conecte à internet usando o próprio aparelho. A central da Nissan ainda vai além, com o uso próximo ao de um tablet. Dá para se conectar com um modem e baixar aplicativos diversos, como redes sociais.

Fonte: G1

Você pode Gostar de:

Os 20 carros mais vendidos em setembro

Compartilhe no WhatsAppO Chevrolet Onix é seguido por Ford Ka e Fiat Strada em vendas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *