terça-feira ,23 janeiro 2018
Home / Noticias / Graças a DEUS

Graças a DEUS

 

m4

Estamos vivendo no mundo de guerras tragédias e muito clamou, que até a natureza se revolta com muitos furacões que estão acontecendo no mundo esta revolta que falamos aqui da natureza, é no sentido da falta de DEUS no coração.Que parecem ter esquecido do ser superior o único Salvador temos acompanhado na mídia geral fatos terríveis com mortes de seres humanos inocentes.Que são mortos por uma pessoa que dizem agora que o mesmo tinha uma vida normal com muito  dinheiro, bens materiais, até avião assim fica fácil diagnosticar a falta de DEUS.

m1

Esta sim é nossa maior riqueza a fé, o monstro de Las Vegas que matou mais de cinquenta pessoas, sem duvidas vem mostrar ao mundo a loucura que está o Belo Jardim que DEUS nos deu para cuidar-mos.

m2

Só se ver destruição, é presidente anunciando guerra, políticos  roubando, se matando pelo poder, drogas ao ar livre,escândalos morais, gente nua em local de artes. A que ponto chegou o ser humano, bem deixamos o ruim de lado já que nosso real desejo e de levar a mensagem de alerta aqueles que  chegaram a  esquecer de DEUS, deixando de ver o próximo com amor, respeito, dando valor apenas ao mundo material. Esquecendo o ser, vivendo somente o ter.

m3

Temos esperança em melhores dias em todo mundo em Parnaíba, DEUS está iluminando com,o Francisco, filho da saudosa franciscana, Dona Jeanete Moraes Souza, Dr Francisco de Assis de Moraes Souza este homem humanitário que há tempos só faz o bem para o povo piauiense. Foi governador,Senador, agora prefeito e nunca mudou seu jeito de ser, sempre pregando o amor diante de tantas coisas ruins acontecendo, nós parnaibanos podemos dizer que vivemos na melhor cidade deste mundão e temos o melhor prefeito gracas a DEUS.

 

Por: Itamar Torreão

Você pode Gostar de:

z

Fabio Sérvio novidade na política do Piauí

Compartilhe no WhatsAppNeste ano que começa já dá inicio também as conversações e acordos para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *