quinta-feira ,14 dezembro 2017

Home / Noticias / ‘Pássaros encardidos’ revelam desconhecido grau de poluição do ar

‘Pássaros encardidos’ revelam desconhecido grau de poluição do ar

Partículas de fuligem que se enroscaram nas penas de pássaros e com eles voaram pelos céus nos últimos 100 anos estão levando cientistas a repensarem os dados da poluição do ar no mundo.

Pesquisadores americanos mediram os índices de carbono negro encontrado em 1,3 mil exemplares de alpacas, pica-paus e pardais no último século.

Eles produziram a imagem mais completa que já se viu da qualidade histórica do ar em partes industriais dos Estados Unidos.

O estudo também ajuda a compreender como as mudanças climáticas têm acontecido ao longo da história.

1-imagem-do-pica-pau-de-1901-em-cima-e-de-1982-embaixo-

Ar cheio de fumaça

O carbono negro, um composto da fuligem, é resultado da queima de madeira ou combustíveis fósseis.

O ar sujo tornou-se um grande problema na medida em que a industrialização avançava em toda a Europa e nos Estados Unidos no final do século 19.

As cidades logo foram cobertas pela fuligem graças à queima de carvão não regulamentada em casas e fábricas.

Embora o enorme impacto do carbono negro sobre a saúde das pessoas que vivem em centros urbanos tenha sido reconhecido há décadas, só nos últimos anos os cientistas entenderam o papel que ele desempenha nas mudanças climáticas.

Quando essa substância está suspensa no ar, ela absorve a luz do sol e faz aumentar o aquecimento da atmosfera.

Você pode Gostar de:

Tiroteio no norte da Califórnia deixa mortos; atirador é morto por policiais, diz TV

Compartilhe no WhatsAppPelo menos 100 policiais foram deslocados para atender a ocorrência, segundo a imprensa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *